24/04/2024 09:53

  • Home
  • Geral
  • Explorando o Fascinante Alfabeto Hebraico: Conheça suas Letras e História

Explorando o Fascinante Alfabeto Hebraico: Conheça suas Letras e História

 Explorando o Fascinante Alfabeto Hebraico: Conheça suas Letras e História

Por Patrick Luiz Soares, Jornalista do Blog

Em um mergulho pela rica cultura judaica, vamos desvendar os mistérios do alfabeto hebraico, um sistema de escrita com 22 letras, conhecido como Alefbet. Originado por volta do século III a.C., esse abjad é utilizado não apenas para o hebraico, mas também para idiomas como iídiche e ladino.

Ao contrário do que comumente chamamos de “alfabeto”, o Alefbet é, na verdade, um abjad, em que cada caractere representa uma consoante. As vogais são opcionalmente representadas por diacríticos, posicionados sobre, sob ou ao lado das letras. Na escrita hebraica do dia a dia, as vogais geralmente não são indicadas, exigindo que os leitores familiarizados reconheçam as palavras.

O sistema de escrita hebraico é lido da direita para a esquerda, e a escrita também se inicia nessa direção. Destaca-se que a língua hebraica antiga era escrita apenas com consoantes, enquanto as vogais eram transmitidas oralmente. Os massoretas introduziram sinais vocálicos para facilitar a leitura, um marco crucial na evolução do hebraico moderno.

Veja Também:  Explorando a Riqueza do Alfabeto Hebraico: Letras, Vogais e Pronúncia

O Alefbet inclui 22 letras, cada uma com seu valor numérico associado. Além disso, cinco letras finais (“sofit”) são usadas quando aparecem no final de uma palavra, alterando sutilmente sua forma. A pronúncia das letras pode variar, e alguns caracteres têm equivalentes em outras línguas, como o iídiche.

Conhecer o alfabeto hebraico é mergulhar em uma parte fundamental da tradição e identidade judaica, revelando camadas de significado e história por trás de cada letra. Essa jornada linguística nos conecta à riqueza cultural e à complexidade desse sistema de escrita milenar.