24/04/2024 11:34

Como são os costumes funerários judaicos?

 

Os costumes funerários judaicos refletem uma profunda reverência pela vida, pela morte e pela continuidade da alma. Essas práticas têm raízes antigas na tradição judaica e são guiadas por uma combinação de leis religiosas e tradições culturais. Aqui estão alguns aspectos importantes dos costumes funerários judaicos:

  1. Enterro Rápido: De acordo com a tradição judaica, o corpo deve ser enterrado o mais rápido possível após a morte, de preferência dentro de 24 horas. Esse mandamento deriva da crença na preservação da dignidade do falecido e na importância de permitir que a alma descanse em paz.
  2. Preparação do Corpo: Antes do enterro, o corpo é lavado e purificado de acordo com um ritual conhecido como Tahará. Os membros da Chevra Kadisha, uma sociedade judaica de assistência funerária, realizam esse ritual com grande respeito e cuidado.
  3. Sepultamento Simples: O caixão utilizado no enterro é tradicionalmente simples e feito de materiais biodegradáveis, como madeira não tratada. Isso simboliza a igualdade perante a morte e a preferência por retornar o corpo à terra da forma mais natural possível.
  4. Velório e Hesped Shel Eit: Após o enterro, é comum realizar um período de luto, conhecido como Shiva, durante o qual os enlutados recebem visitas de condolências em suas casas. Durante o Shiva, os enlutados recitam orações e compartilham histórias sobre o falecido, enquanto recebem apoio emocional da comunidade.
  5. Luto e Memória: Após o período de Shiva, o luto continua por um período mais longo, durante o qual os enlutados recitam o Kaddish, uma oração em memória dos falecidos, durante serviços religiosos. Além disso, os judeus observam o Yahrtzeit, aniversário da morte, e outras datas significativas em memória dos entes queridos falecidos.
Veja Também:  A Jornada para se Tornar Judeu: Da Motivação à Conversão.

Esses são apenas alguns dos muitos aspectos dos costumes funerários judaicos, que enfatizam a importância do respeito pelos falecidos, o apoio à família enlutada e a preservação da memória dos que partiram.